Logo
Tenho um Código

Carminho | Há Fado no Cais

Sobre o espetáculo

Carminho é uma das grandes vozes do Fado e uma das artistas portuguesas com maior projeção internacional. Filha da conceituada fadista Teresa Siqueira, estreou-se a cantar em público aos doze anos, no Coliseu de Lisboa.

Fado, o seu disco de estreia, alcançou a platina em Portugal e foi considerado pela revista britânica Songlines o melhor álbum de 2011. Em 2012, lança Alma, que alcança posições de destaque em vários tops internacionais e conquista o Brasil, com concertos esgotados no Rio de Janeiro e um pouco por todo o país. Em 2013, Carminho afirma-se como uma das mais internacionais artistas portuguesas, levando a sua voz aos quatro cantos do mundo. Em Portugal foi distinguida com um Globo de Ouro e com o Prémio Carlos Paredes, vendo os seus dois álbuns atingirem a marca da dupla platina. No final de 2014 edita Canto e a sua relação com o Brasil ganha raízes ainda mais profundas. Inclui um inédito O Sol, Eu e Tu, de Caetano Veloso e o seu filho Tom, um dueto com Marisa Monte e participações especiais de Jaques Morelenbaum, António Serrano, Carlinhos Brown, Javier Limón, Naná Vasconcelos, Dadi Carvalho, Jorge Hélder e Lula Galvão. Em 2016, na sequência de um convite endereçado pela família de um dos maiores compositores do mundo, grava Carminho canta Tom Jobim e é galardoada com o Globo de Ouro de melhor intérprete.

Depois do grande êxito conquistado com este álbum, Carminho regressa em 2018 com um novo disco de originais. Maria é o quinto disco da sua carreira e o mais pessoal de sempre. Um diálogo constante, sempre sintonizado no respeito por tudo aquilo que Carminho aprendeu diretamente das suas raízes do Fado, respeitando a verdade das palavras e da linguagem tradicional mas, ao mesmo tempo, com um olhar livre e contemporâneo sobre o mundo que a inspira, reinterpretando muito do que aprendeu com o fado desde pequena. Inclui várias canções da sua autoria e assina também a produção. Um disco verdadeiramente emocionante que apresenta agora, ao vivo, no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém.

Todo o seu percurso tem revelado em Carminho uma artista de decisões firmes e ponderadas, que nunca se esquece das suas origens, que transporta em si uma linguagem de vários séculos, mas que se revela atual na sua geração, com os olhos postos no mundo e no futuro.

Valeu a pena a espera!

Voz

Carminho

Guitarra portuguesa

André Dias

Viola Fado

Flávio Cardoso

Baixo acústico

Tiago Maia

Lap steel e guitarra elétrica

Pedro Geraldes

Assistente pessoal

Marta Pelágio

Técnico de backline

Pedro Carvalho

Engenheiro de som

Marco Esteves

Engenheiro de luz

Hugo Coelho

Tour manager

Diogo Alves

Duração

90 minutos

Coprodução

CCB/EGEAC-Museu do Fado

Powered by

Logo